• Dra. Patricia Savoi

Minimalismo: um documentário sobre o que realmente importa.

Você tem tudo que precisa para ser feliz? Ou está sempre buscando por mais?

É essa pergunta que acabei me fazendo após assistir um documentário chamado “Minimalism: Um documentário sobre as coisas importantes”.



Estamos vivendo uma época muito caracterizada pelo consumismo desenfreado; onde crianças vivem cheias de Ipad, Iphones e jogos eletrônicos, adultos possuem mais de 06 pares de tênis (e usam 02) e este documentário assumiu-se não como uma crítica, mas sim, com uma outra perspectiva sobre as coisas materiais, sempre com o objetivo de inspirar pessoas.


Os protagonistas Joshua e Ryan embarcam numa jornada de 21 dias pelos estados Unidos para disseminar a filosofia: desistir de alguns de nossos bens materiais desnecessários faz com que nos posicionemos para melhorar nossas próprias relações pessoais, dando lugar a uma vida muito mais significativa. Para eles, o minimalismo como filosofia de vida permite que você, além de economizar dinheiro, tenha mais tempo livre para o que e para quem realmente vale a pena.


O consumo excessivo, pelo simples prazer de comprar, parece ter se tornado a principal motivação da nossa sociedade. E é justamente a partir desta observação que o documentário “Minimalism propõe uma reflexão sobre o que é o mínimo necessário para nossa existência.


Super recomendo assistir esse documentário, principalmente nessa sociedade onde a propaganda nos induz o ano todo a comprar: começando pela Páscoa- que deixou para muitos de ser um feriado religioso e passou a ser a “caça pelos chocolates”; dias das mães, dia dos namorados, dia dos pais, dia das crianças e Natal; fora as diversas novas datas criadas pelo comércio.


Eu assiti duas semanas antes de ir à Miami, conhecida pelos brasileiros como uma das capitais da compra; e acredito que fez TODA a diferença. Acreditem ou não: fui e voltei com a mesma mala, comprei somente 02 coisas para mim! Eu fiquei pasma comigo mesmo, eu pensava “nossa, isso está muito barato… mas será que preciso?”Tinha 02 dias livres: shopping ou praia? Sabem o que escolhi: praia!! Escolhi curtir o momento, pisar na areia, ouvir as ondas, sentir o vento bagunçando meus cabelos, enriquecer minha memória; escolhi viver uma experiência.


Vamos fazer um exercício: feche os olhos, sente confortavelmente; respire fundo 03 vezes, inspirando e expirando pelo nariz. Ao expirar, deixe sair tudo aquilo que te incomoda e faça o barulho pela boca “ahhhhhhh”.

De olhos fechados, pense no que você quer para ser feliz? Um bem material, um emprego, um amor…sem julgamento ou crítica… pense também pelo que você é grato? Deixe vir seus pensamentos…

Ainda de olhos fechados, faça mais 03 respirações iguais a do início. Junte as as palmas das mãos na região do coração e abra os olhos.


O documentário nos faz pensar naquilo que realmente damos valor e nos desperta aquela pergunta antes de

comprar qualquer coisa: “será que preciso disso? É uma necessidade?” E isso também pode ser feito em relação a tudo que já possuímos. Observe quantos pares de sapato você tem e quantos você usa? O mesmo pode ser feito com roupas, brinquedos de crianças, acessórios, entre outros.


Assim, ao praticar o minimalismo como filosofia de vida permite que você, além de economize dinheiro e viva mais feliz com menos. Bom demais, né? Mas, eles explicam…não precisa ser radical; tome seu tempo; não é para sofrer, e sim; sentir-se mais leve. Viva e não sobreviva!


Texto de Dra Patrícia Savoi PG Canineu CRM-SP 140483 Médica Nutróloga  Deepak Chopra- Perfect Health Certified Instructor SMART Certification- Harvard (em curso)

@drapatysavoi

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo